Search

quem discrimina os 50+


Felizmente a Inglaterra confiou em um na Segunda Guerra. O júri do Premio Nobel também costuma escolhe-los com a honradíssima exceção de Malaia Yousaftzai que nos enche de orgulho.

No mundo corporativo todavia , e pondo os pingos nos is, a discriminação VEM DE CIMA.

Nasce no inexplicável preconceito dos CEOs e sua equipe C Level e chega à área de Talent Acquisition ( trocando em miúdos RH) como forma rígida de agir.


CEOs que normalmente andam ali pela casa dos 45, deveriam pôr suas barbas de molho .

Ao trocar de chapéu com 51 (a fila anda) vão sentir o peso da discriminação ou vão “empreender”.


Em qualquer parte do mundo essa discriminação é perda de muito dinheiro e um absurdo desperdício de talentos consolidados e testados na arena do mercado, com muita experiencia a transmitir.


Profissionais inadequados às oportunidades existem em todas as casas, na dos 20, 30, 40 e 50+.


Só que o 50+ é objetivo na abordagem e tem uma mar de referencias que validam a sua capacidade de gestão.

O que é preciso é que do outro lado da mesa tenha gente com capacidade para realizar uma entrevista produtiva. Não é o que temos visto.

4 views0 comments

Recent Posts

See All